Vai Jovem, Vem cidade!

Agência Chegando Junto!
30 de Abril de 2014
A cidade dentro da casa: Vaivem
19 de Maio de 2014
Exibir Tudo

Vai Jovem, Vem cidade!

Vai rolar amanhã o Vaivem na Casa Viva de Bonsucesso, evento que vai ocupar a casa o dia inteiro com diversas  atividades culturais. O Vaivem vai contar com oficinas de grafite, apresentações de dança, shows, batalha do passinho, teatro, filmes e uma exposição sobre o bairro. O Casa Viva é um programa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS) com o Viva Rio.  A Agência de Redes para Juventude entra nessa parceria com sua metodologia de criação de redes e repertórios para juventude popular.

Os jovens escolhendo os participantes da batalha do passinho.

 “Achei muito maneiro tirar foto das pessoas e fazer os vídeos”, disse Johny, de 17 anos,  que terá algumas das suas produções de vídeos e fotos na exposição “Casa, Viva Bonsucesso!”, o olhar fotográfico desses jovens para a casa, a rua e o bairro onde vivem. Essa é uma

das atrações do Vaivem.  A Batalha do Passinho também vai agitar a Casa.  A batalha recebeu mais de 150 inscritos em apenas 3 dias. Os selecionados foram todos escolhidos pelo jovem Bruno, de 18 anos, que dança passinho e foi bem criterioso sem suas escolhas. O júri conta com nomes de referência na dança como Leandra Perfect, Jeosanny Kym e Cebolinha. Cada um dos três primeiros lugares receberam um dos três pares de tênis doados pelo cantos Naldo Benny e mais um prêmio em dinheiro.

Marília Mathias, uma das funcionárias da Casa, confirma a empolgação dos funcionários. “Eu estou muito curiosa para ver como ficará o evento. Vou trazer até a minha família, pois vai ficar muito bacana” disse Dona Marília que levará a sua filha e os seus três netos.

Você pode conferir a programação completa aqui

O PROCESSO

Na Casa Viva de Bonsucesso moram aproximadamente 16 jovens entre 12 e 17 anos em rota de fuga da dependência química. O objetivo da Casa é a promoção e a ressignificação das vidas desses jovens, com acompanhamento de saúde e educação. Além disso, a mudança na relação familiar e do seu lugar na cidade é uma das missões do programa.

Os jovens mergulharam na metodologia da Agência durante três meses e foram amadurecendo a proposta do evento ao longo dos encontros.”Os meninos no início tiveram dificuldade em entender que o Vaivem não era feito para eles, e sim que eles eram os produtores do evento”, disse Ana Paula Lisboa, coordenadora geral do Vaivem.

Os mediadores instigaram a ampliação do repertório dos jovens sobre eventos culturais e uso estratégico das redes sociais. Para isso, foram usados os instrumentos da Agência, como mapa, bússola, inventário e outros meio de mediar os desejos desses jovens. “O contato tem sido bastante positivo e os encontros trazem bastantes novidades e funcionam como um estímulo diário [para metodologia da Casa], mesmo quando não estamos presentes”, disse Michele Machado, uma das mediadoras do projeto.

Após a primeira imersão na metodologia, os jovens realizaram um seminário de apresentação da programação do Vaivem para parceiros e funcionários da Casa, no dia 19 de março. Para Aline Peçanha, coordenadora da Casa Viva de Bonsucesso, o encontro foi muito proveitoso. “O seminário fez os meninos e os funcionários perceberam os primeiros resultados do projeto, apesar deles estarem tímidos”, completa Alice.

Os meninos apresentaram sua proposta de eventos para diversos convidados, incluindo o professor da Universidade de Miami Geroge Yúdice.

Depois desse momento, os jovens entraram de cabeça na produção e comunicação. Ligações para artistas e coletivos, fornecedores, reuniões na sede da Agência e ações externas como a produção de fotos 3×4 de moradores do Bonsucesso e realização de uma videoarte os meninos até este dia. Vai jovem, vem cidade! É proposta que esses novos produtores oferecem para quem quiser chegar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *