Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Secretaria Municipal de Cultura

apresentam

Direto da Agência » 26.09.2017 - Conexões e Comunicação

#TodoJovemÉRio

Entre jovens de favelas, parceiros, artistas, apoiadores e representantes de iniciativas, quase cem pessoas ocuparam o memorial Getúlio Vargas, no dia 16 de setembro, para o lançamento do #TodoJovemÉRio, novo ciclo da Agência de Redes para Juventude. Está dada a largada para mais uma etapa de formação, discussão e realizações!

#TodoJovemÉRioTodo jovem é fluxo, todo jovem tem direito à cidade, todo jovem é Rio. 10 jovens sendo potencializados para emergirem como lideranças na cidade, 40 casas espalhadas por vários territórios do Rio e um total de 800 jovens de origem popular mobilizados para discutir cidade, arte, política e projeto de vida. Esse é o resumo do que a Agência propõe para 2017. A metodologia a ser desenvolvida nas próximas semanas traz uma resposta prática para a urgência de renovação das lideranças e das redes na cidade. Além disso, as casas se tornarão focos de discussões e de desenvolvimento de propostas para ações nos territórios, serão pontos de referência espalhados pelo Rio. A cidade começa na casa.

__

#TodoJovemÉRioAlém da apresentação das fases da metodologia que serão desenvolvidas, o evento contou com a fala de parceiros e de representantes de projetos homenageados. O ciclo de 2017 está sendo viabilizado financeiramente pela Fundação Ford, representada no encontro de sábado pelo diretor Atila Roque. Reconhecendo a importância da existência de organizações com a Agência para a redução das desigualdades territoriais, Átila falou sobre a decisão de financiar esse ciclo da Agência, parabenizou e encorajou os jovens presentes a continuarem a agir na cidade.

“Quero reforçar essa ligação com todos da Agência para pensar a cidade a partir dos territórios”, comentou Henrique Silveira, coordenador da Casa Fluminense. Para Henrique é indispensável trazer a discussão sobre cidade para uma linguagem popular, “acho que isso vai produzir outra dicção, sobre a discussão de planejamento. Não vão ser só os especialistas falando, mas teremos uma juventude falando de planejamento urbano e política pública com muita propriedade”. A Casa Fluminense é uma rede de monitoramento e formulação de políticas públicas de maneira compartilhada, e parceira importante da Agência.

#TodoJovemÉRioCom outra expertise de ação, Gabriel de Faro, representando o Atados, reforçou a importância de estabelecer parceria com o #TodoJovemÉRio. Como uma plataforma de conexões para ações de voluntariado na cidade, o Atados age estrategicamente para a mobilização de pessoas e organizações. Outro de nossos parceiros, Paul Heritage, do People’s Palace Projects (PPP), comentou sobre o valor que existe na construção de metodologias claras para os desenvolvimentos de projetos sociais e artísticos. Desde 2012 a metodologia da Agência é, com sucesso, desenvolvida com jovens da periferia de Londres, e atualmente está sendo levada para mais quatro cidades do Reino Unido, o PPP é o grande responsável por essa disseminação. “Nós não temos pessoas inventando metodologia na Inglaterra. Estávamos com sede de uma nova metodologia, então chegou a agência”, comenta Paul.

__

PRÉ-VESTIBULAR SOCIAL SANTA-CRUZ UNIVERSITÁRIO E JOÃO DIAMANTE – Homenagem #TodoJovemÉRio

#TodoJovemÉRioÉ indiscutível a potência de realização de jovens de periferia. Existem muitas iniciativas e trajetórias pessoais inspiradoras, não visibilizadas, e que não passaram pela metodologia da Agência de Redes. Reconhecer e investir nessas ações também é papel desse ciclo, que estabelece um compromisso de mobilizar redes para o crescimento e desenvolvimento de duas ações de relevância em seus territórios.

João Diamante, 25 anos, cresceu na Divineia no complexo do Andaraí e hoje é chef de cozinha, criador do Projeto Social Diamantes na Cozinha e chefe executivo da Empresa Fazenda Culinária. “Sou cria de projeto social”, diz João, contando que na infância participou de inúmeros projetos que eram oferecidos na favela e que, mais tarde, que deixou de aceitar oportunidades de uma carreira internacional na culinária, pela vontade de implantar um projeto social em seu território carioca. #TodoJovemÉRioSaindo da Zona Norte e indo até o primeiro bairro da Zona Oeste, outro projeto homenageado foi o Santa Cruz Universitário, pré-vestibular comunitário idealizado e coordenado por jovens de Santa Cruz. “Pegamos esse bastão e falamos: não podemos deixar morrer”, diz Igor Rosa, um dos coordenadores do projeto, sobre a motivação que fez o grupo de jovens criarem um novo pré-vestibular universitário, quando um semelhante pelo qual eles passaram encerrou as atividades.

“Através dessas redes a gente consegue se fortalecer para dar continuidade nesse projeto, porque não dá pra fazer nada sozinho. Quando a gente conquista essas parcerias, a gente aumenta o número de pessoas que podem ser atendidas. Aumentam as possibilidades de acontecimentos, de saídas e de tudo o que a gente faz e pretende continuar fazendo. Até para a manutenção e continuidade do projeto é importante”. Explica Mariana Xavier, também coordenadora do Santa Cruz Universitário, sobre a importância de estabelecer a parceria com a Agência.

__

#TodoJovemÉRioA manhã se encerrou com uma apresentação de Conrad Murray, rapper da periferia de Londres, que já passou pela metodologia da agência implantada na capital Inglesa. O clima é de boas expectativas para os próximos meses. É tempo de reinvenção do jeito de realizar e renovação de redes e de jovens lideranças na cidade.