Redes na Cidade de Deus: o jovem da favela e suas representações

A internet como ferramenta de ação
18 de outubro de 2012
Os dispositivos!
20 de outubro de 2012
Exibir Tudo

Redes na Cidade de Deus: o jovem da favela e suas representações

O dia 13 de outubro amanheceu chuvoso, contudo não desanimou os jovens da Cidade de Deus de chegarem ao CRJ- Centro de Referência da Juventude, para mais um Estúdio de Criação onde foram abordados os temas: mapas, redes e representação do jovem da favela. O principal objetivo era despertar no jovem um novo olhar sobre o seu território, buscando redes para colaborarem em seu projeto, e acrescentar a potencialidade do jovem de favela.

Começamos o Estúdio de Criação com um exercicío de conscentização corporal para relaxar e despertar os jovens. Logo após iniciamos a apresentação do projeto Minha Rua tem História para falarmos um pouco sobre redes. O objetivo desta apresentação foi estimular os jovens a olhar sua comunidade e sua vizinhança como redes colaboradoras para seu projeto. Trabalhando com base nas ideias dos jovens sugerimos que eles formassem uma teia ligando redes que contribuíram para este projeto, utilizando um fio de lã.

Um dos momentos mais importantes do Estúdio de Criação,  foi a visita dos jovens Igor Melo, do CDD na tela e Welbert Coni, do Estilo Favela para a mídia carioca. Estes dois projetos são ganhadores dos 10 mil reais e são projetos oriundos da Cidade de Deus, os jovens compareceram ao nosso estúdio de criação para passar suas experiências, e tirar as dúvidas de nossos novos jovens bolsitas. O legal é que foi um ambiente de troca de ideias que gerou motivação para os jovens deste novo ciclo.

 

Os jovens receberam um dispositivo para a confecção de mapas. Em um dos mapas eles apontaram lugares que podem potencializar seus projetos. No segundo, os jovens demarcaram pontos onde seria necessário um agenciamento, uma negociação. Confira parte dos resultados nas fotos.

Para terminar o dia, discutimos a representação do jovem de favela na mídia.  Foram projetadas fotos, matérias de jornal, posts do blog da Agência e links. Os mediadores pediram para que os jovens citassem o que era potência e carência na Cidade de Deus, e logo foram surgindo os debates.

No debate, os mediadores tiveram um papel importante ao questionarem um discurso de carência da região. O comércio, o mototáxi e o CRJ apareceram nos mapas da CDD como potências, além do lazer na laje.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *