Reciclando ideias

Tatoo, skate, game e muita ação na vida
3 de outubro de 2012
Relaxamento e ação no Cantagalo/Pavão-Pavãozinho
4 de outubro de 2012

Ideia e desejo, essas foram as palavras mais usadas nesse sábado. A princípio, os jovens tiveram que pegar um objeto do amigo ao lado e falar porque comprou esse objeto como se fosse seu, depois todos andaram pela sala, em cada ponto tinham que cantar uma música, pensar em uma ideia e falar o seu desejo.

Ideia e desejo

Os jovens receberam o mapa da Agência Redes para Juventude onde estão descritas todas as etapas do Ciclo de Estímulos 2012, entre elas, o seminário Todas as Redes, que acontece em novembro, no Centro de Artes Calouste Gulbenian, a banca avaliadora e cada território onde a Agência está presente.

Um dos momentos mais legais do dia foi o exercício “Caixa de Pandora”, onde cada um tinha que escrever no papel um desejo e uma ideia, colocar numa caixa e misturá-los.  Cada jovem retirava aleatoriamente um papel da caixa, onde lia um desejo e uma ideia de outra pessoa. O leitor deveria dizer o que aquelas ideias e desejos tinham em comum com seus próprios anseios. Um dos temas mais abordados foi a reciclagem.

“Não é só juntar latinha e papelão, esse lixo que foi juntado tem que ir pro lugar certo. A ideia é fazer da Rocinha um espelho para que outras comunidades também façam isso, e de repente o nosso país vai parar de desperdiçar tanto e ganhar com esse desperdício” diz Rafael Santos.

“O meu desejo é ajudar a minha comunidade através de seu próprio lixo, fazer reciclagem. Esse é o meu desejo, tô me informando, pesquisando, buscando como conseguir fazer isso, e eu sei que a Agência vai me ajudar 90% a realizar o meu próprio projeto”, revela Michele Estevam.

A estudante de jornalismo Beatriz Barcelos diz que escolheu a profissão porque gosta muito de História e de conheçer as histórias das pessoas. “Eu acho que através do jornalismo, conheçendo as histórias dessas pessoas, eu posso conseguir ajudá-las  a realizarem os seus sonhos”, conclui.

Beatriz Barcelos e sua bússola

Seu desejo é ser correspondente internacional, construir um jornal comunitário para divulgar eventos e dizer o que acontece na Rocinha, além de descobrir personagens da comunidade.

No final, todos fizeram uma bússola de borracha usando cola, tesoura, caneta hidrocor… o que a imaginação pudesse criar.

Criando Bússolas

 

Os comentários estão encerrados.