Perfil: Jornal O Morro

Perfil: A Arte Imita a Vida
19 de Janeiro de 2012
Perfil: Reciclando o Cotidiano
19 de Janeiro de 2012

“Muita coisa acontece na comunidade, mas infelizmente a informação não chega a todos”, diz Igor, que sonha em estudar jornalismo. É claro que a favela no morro do Borel tem seus mecanismos próprios: faixas espalhadas entre postes, rádio comunitária, carro de som, e o próprio boca-a-boca. Mas o grupo notou que os espaços populares têm se digitalizado, visto que um número grande de moradores já possui computador em casa, e as Lan houses se tornam cada vez mais acessíveis e acessadas. Pensando nisso, O Morro se apresenta em dois formatos: impresso e via web.

Pesquisando a comunidade, Rachel Dias, Igor Soares, Matheus Alvez e Mayara Pereira descobriram que a falta de informação persiste através dos tempos. Nos anos 70, o pai de um dos integrantes havia participado da elaboração de A Folha do Borel– e sua irmã guardara alguns exemplares mimeografados.

Alguns assuntos de jornal persistem através das décadas

O jornal é principalmente um site, onde cinco blogueiros de diferentes “picos” do Morro do Borel relatam as notícias de suas áreas em posts com fotos, textos e vídeos .  O grupo também produz uma versão mensal impressa com tiragem bimestral de 3 mil exemplares, para atingir os moradores que pouco acessam a internet.

Os jovens entrevistam personalidades de fora da comunidade sobre assuntos da cidade, e comentam notícias até nacionais e internacionais. Os moradores contam com um espaço dentro do site, onde podem fazer suas próprias matérias e notas. Um dos grandes diferenciais do projeto é que o formato foge da passividade, já que a comunidade não é só espectadora e consumidora de conteúdos, e sim parte de uma rede que constrói esse conteúdo de forma colaborativa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *