Perfil: Centro de Integração Borel, CIB

Perfil: CDD na Tela
19 de Janeiro de 2012
Perfil: A Arte Imita a Vida
19 de Janeiro de 2012

O que mais a vida pode proporcionar a esse cara? — Gilberto Rosário

Na Agência Redes para a Juventude, os jovens Gilberto, Guilherme, Katia, Vivian e Thaís tiveram a oportunidade de fazer um mapeamento de seus territórios. A partir de oficinas, rodas de ideias e encontros, os bolsistas puderam observar com mais profundidade as carências e as potências do lugar onde vivem, o Morro do Borel. Um assunto que interessava ao grupo era a relação entre o jovem morador de favela e o mercado de trabalho. “Para quem não tem grandes oportunidades na vida, sobra o lugar de subalterno. A gente vê frequentemente o jovem que trabalha durante todo o dia em uma lanchonete e à noite frequenta o colégio. Mas e depois disso? O que mais a vida pode proporcionar à esse cara?”, argumenta o Gilberto, com veemência.

Partindo dos desejos dos bolsistas, foi-se arquitetando, aos poucos, um projeto que tivesse como público alvo os jovens em idade de inserção no mercado de trabalho. O CIB surge então para atender essa demanda,  oferecendo um curso completo de idioma inglês e de tecnologia digital.

O Centro Integrado Borel, CIB, apresenta dois grandes diferenciais. O primeiro é a maneira de aprender inglês, pautada na conversação. E segundo, o formato das aulas de informática. “O CIB não se limita ao básico pacote Office, pois a intenção é desvendar todo o software computacional: desde a tela preta, que aparece ao ligar o computador, até os códigos de internet”, explica Gilberto, produtor independente de vídeos e craque de tecnologia.

O curso acontece de segunda à sexta na Lan house Cyber Total – grande parceira do projeto, com capacidade de atender até quinze jovens – e conta com dois professores contratados. O CIB acredita ter encontrado um ponto de equilíbrio em relação aos seus concorrentes no bairro, que no geral apresentam dois perfis: cursos gratuitos demasiadamente básicos, contracenando com cursos de melhor qualidade a preços bastante elevados.  “Acreditamos na nossa metodologia, e pensamos que esse projeto pode ser um pontapé inicial para o crescimento profissional de nossos alunos. E o melhor, é tudo de graça!”, conclui Vivian, com bom humor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *