NOVO CICLO DA AGÊNCIA COMEÇA EM OUTUBRO

10 CURIOSIDADES SOBRE O CLIPE ‘SOU MULHER, SOU POTÊNCIA’
23 de setembro de 2020
ESCRITOR JESSÉ ANDARILHO E REPÓRTER MARIA MORGANTI ABREM A SEMANA DE FORMAÇÃO DO GERAÇÃO QUE MOVE
30 de setembro de 2020
Exibir Tudo

NOVO CICLO DA AGÊNCIA COMEÇA EM OUTUBRO

No ano em que comemora a primeira década de existência, a Agência de Redes para Juventude reafirma seu compromisso com a juventude de periferias e favelas do Rio de Janeiro, levantando a bandeira do recomeço e transformação.

A população carioca ainda vive os efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus – especialmente os moradores de favelas e periferias. Nesse contexto, a Agência se reinventa para colocar em prática mais um ciclo, que terá início em outubro. É o ciclo Recomeçar e Transformar, que pretende ser uma nova possibilidade para os jovens participantes nesse momento. “A Agência de Redes para Juventude sempre esteve junto com os jovens nos territórios mais vulneráveis da cidade, estimulando a potência de jovens artistas, de líderes sociais. Em um momento de crise social combinada com uma crise de saúde, não seria diferente. A gente quer estimular esses jovens a pensarem recomeços que conduzam à transformação dos territórios”, explica Marcus Faustini, criador da Agência de Redes para Juventude.

Os 60 jovens selecionados passarão por um processo de formação e desenvolvimento pessoal, que inicialmente acontecerá online em razão da pandemia. São jovens de diversos territórios da cidade, engajados ou interessados em ações, atividades, empreendimentos ou projetos culturais. Ao mesmo tempo em que se atua com esse jovem para o seu desenvolvimento pessoal, a Agência estimula suas ideias. O objetivo é que essas ideias se desdobrem em ações de impacto nos territórios, podendo ser ações sociais, culturais e artísticas. Em dezembro, os participantes do ciclo Recomeçar e Transformar apresentarão suas ideias para uma banca. E então será o momento de colocar os projetos na rua, proporcionando a transformação que dá nome ao ciclo.

“A Agência foi idealizada em 2010, e desde então apoia jovens de favelas e periferias do Rio de Janeiro, Londres, Belfast e Manchester a se desenvolverem como líderes sociais, artísticos e empreendedores. De lá pra cá, recebeu vários prêmios e reconhecimentos internacionais e continua agindo nos territórios apostando na potência do jovem popular como eixo central de transformação de vidas e da realidade. Que este novo ciclo seja mais uma vez revelador de caminhos na busca de direitos dos jovens e desenvolvimento de seus territórios”, afirma Veruska Delfino, coordenadora da Agência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *