Jornalista vai ao Cantagalo à procura do piano do Bela Arte Jazz

FASE consolida apoio aos projetos desenvolvidos na Agência
20 de Fevereiro de 2013
Encontro entre formadores de opinião
23 de Fevereiro de 2013

As aulas de instrumentos musicais para crianças do Bela Arte Jazz, projeto desenvolvido pelo jovem Leonardo Januário, morador do Cantagalo, têm recebido diversas formas de reconhecimento da importância de seu trabalho.

Em novembro de 2012, no seminário Todas as Redes, foi anunciada a premiação dos 18 projetos do Laboratório de Aprofundamento da Agência, onde o projeto foi contemplado com R$ 22.500 para expandir e consolidar suas ações no território, que já atingiram 35 alunos na comunidade.

Em fevereiro de 2013, o Bela Arte recebeu a doação de um piano, através de uma parceria iniciada no seminário. A foto da saga da subida de um piano ao Cantagalo repercutiu pelas redes sociais.

A página Imagens Históricas, que reúne 497 mil seguidores no Facebook, compartilhou a foto na última quarta (20) e recebeu mais de 2 mil curtidas em menos de 20hO jornalista Marcelo Tas, apresentador do programa CQC, também compartilhou a foto para seus quase 2 milhões de fãs na rede social. Os compartilhamentos geraram um aumento no número de likes da fanpage do Bela Arte Jazz.

Foto compartilhada pela página Imagens Históricas e pelo apresentador Marcelo Tas

 

 

 

 

 

Através de um dos compartilhamentos, a repórter Jacqueline Costa, do jornal O Globo, viu e quis conhecer de perto a história de Leonardo Januário, que criou o Bela Arte Jazz na Agência de Redes para Juventude. Acompanhada pelo repórter fotográfico Gustavo Stephan, Jacqueline subiu o Cantagalo atrás do piano e conheceu os alunos do projeto.

Leonardo Januário posa com alunos do Bela Arte Jazz para o repórter fotográfico Gustavo Stephan, do jornal O Globo

 

 

 

 

 

A repórter entrevistou alguns pais sobre como eles veêm os filhos no projeto, se os filhos sempre gostaram de música e como vão na escola. Falou também com os alunos sobre suas referências. Isac Sabino, de 13 anos, que estuda trombone, disse que se espelha no professor do projeto, Paulo Nogueira, 54 anos.

A repórter Jacqueline Costa, do jornal O Globo, entrevistou alunos do Bela Arte Jazz

 

 

 

 

 

Paulo também foi entrevistado e falou de sua vida profissional. “Não vivo somente da música, também trabalho como auxiliar de serviços operacionais. Comecei a tocar quando tinha 12 anos”, conta.

No papo, Leonardo Januário falou sobre o início de sua carreira de músico. “Comecei tocando uma bateria que ganhei dos meus pais. Aos 16 anos, me envolvi com um instrumento de sopro, o saxofone. Depois de trabalhar muito, juntei um dinheiro e comprei o instrumento. Fiz aulas em Jacarepaguá, porque as aulas na zona sul são muito caras”, afirma.

O jovem tem grandes planos para o projeto. “A prioridade hoje é formar a orquestra Big Band e sair daqui com os alunos para apresentações remuneradas, o que será um estímulo para eles”, revela.

No fim da entrevista, Leonardo convidou o público para o primeiro Jazz na Laje, que acontece este sábado, dia 23, a partir das 17h na sede do Bela Arte Jazz, onde haverá apresentação da banda Jazztopia.  O evento será realizado a cada último sábado do mês. Para chegar lá, você deve seguir até a Rua Saint Roman, 200, e seguir em direção à Travessa Nova Brasília, 35, Casa 8 (próximo à Quadra da escola de samba Alegria da Zona Sul).

Assista ao convite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *