Inventariando na Cidade de Deus

Varal de Inventários
10 de outubro de 2012
Ideia no papel e caneta na mente
11 de outubro de 2012

O segundo estúdio de criação da Agência de Redes para Juventude na Cidade de Deus começou com uma atividade para tirar os jovens daquela preguicinha que nos toma logo pela manhã.  A mediadora Melissa Arievo chama o jogo de ‘círculo máximo’. A atividade serviu para despertar. Começar o dia com motivação, preparar o corpo para pensar ideias e desenvolver as propostas do dia.

Logo após, equipe e jovens fizeram uma reciclagem dos primeiros Estúdios de Criação, onde foram abordados temas como:  ideia, desejo e projeto de vida, através de slides organizados pelo mediador Bruno Lima. Depois disto, começamos a trabalhar a forma de expressar ideias do dia – Inventário. Os mediadores sugeriram que os jovens se dividissem em grupos e fizessem um inventário sobre as semelhanças e as diferenças das pessoas do grupo, e assim foram se formando os inventários de personalidade de cada grupo.

Para fechar a parte da manhã, começamos a trabalhar a questão do repertório. O jogo da ‘Adedanha do Território’ estimulou a capacidade do jovem de descrever conhecimentos sobre si e sobre a sua comunidade. A adedanha tinhas os seguintes itens: Tem no território; Sobre minha ideia; Uma gíria; Uma boa ideia; Um desejo; Uma figura; Na favela falta; Na favela tem; Se eu pudesse seria; Eu sou.

Jovens da Agência na Cidade de Deus

Nos intervalos das atividades, conversei com alguns jovens sobre suas ideias, entre elas está a de Wallace Santos,16 anos, que pretende criar um curso de qualificação em petróleo e gás na Cidade de Deus, para a especialização dos jovens da comunidade. Dyego Leonardo,15 anos, pensa em criar uma lan house popular, onde não será cobrada a taxa de uso, somente uma colaboração para manuntenção dos computadores. Além deste benefício, o local irá oferecer aulas de informática com um profissional da área.

À tarde, os jovens se dedicaram totalmente aos seus projetos de vida, auxiliados por nossos universitários. Eles puderam desenhar formas humanas, preenchidas pelos desejos de conquista para o futuro. Todos os jovens desenvolveram bem a proposta, que por sinal ficou um trabalho belissímo.

Confira mais imagens e vídeos do estúdio de criação no vídeo abaixo:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *