CONHEÇA OS NOVOS JOVENS DO CICLO DA AGÊNCIA: PASSAPORTE PARA NOVAS IDEIAS E AÇÕES NA CIDADE.

AGÊNCIA DE REDES PARA A JUVENTUDE DIVULGA LISTA DE JOVENS SELECIONADOS PARA O CICLO “PASSAPORTE PARA NOVAS IDEIAS E AÇÕES NA CIDADE”.
6 de outubro de 2021
Exibir Tudo

CONHEÇA OS NOVOS JOVENS DO CICLO DA AGÊNCIA: PASSAPORTE PARA NOVAS IDEIAS E AÇÕES NA CIDADE.

Diversidade, expectativa e potência, são palavras que definem a chegada dos novos jovens do ciclo “Passaporte para novas ideias e ações na Cidade”, da Agência de Redes para a Juventude. Na aula inaugural, que aconteceu no sábado (09/10), as trocas de olhares, experiências e quereres marcaram o auditório do Museu do Amanhã que, pela primeira vez recebendo o projeto, foi palco para muitas emoções e construções que vão acompanhar os 50 selecionados, até março de 2022. Abaixo, conheça um pouco mais sobre esses futuros realizadores de projetos culturais e sociais das Zonas Norte e Oeste do Rio de Janeiro, que vão passar por encontros formativos e  tutorias, para criar ações de impacto nos seus respectivos territórios.

A Agência desenvolve tecnologias para agregar na formação de todos os participantes do ciclo, sejam eles já atuantes no território ou não. Para quem já executa projetos no seu bairro ou favela, o programa contribuirá com ferramentas próprias  da metodologia  e na conexão de redes para construção, fortalecimento e empulsionamento da liderança do jovem. Já para os que estão na fase da formulação das ações e ainda não tiveram a oportunidade de desenvolver suas ideias, as formações vão fazer com que esses novos realizadores saiam com um apanhado de recursos para tirar o projeto do papel e possam colocá-los em prática.

Conheça a nova turma:

Aladia Cristina De Araujo Costa

Cria do morro Jorge Turco, em Rocha Miranda, Aladia Araújo tem 23 anos e é fundadora do Coletivo Aziza. Atualmente morando em Irajá, atua como produtora cultural, cursa graduação em Gestão Pública e pretende promover um engajamento político e cultural na juventude do bairro onde mora. 

Amanda Beatriz Silva

Amanda Silva tem 24 anos, é graduanda em jornalismo e moradora do bairro de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com a metodologia da Agência, a jovem  pretende criar as conexões necessárias para desenvolver projetos e ações que possam impactar o bairro  onde mora e o transformá-lo, cada vez mais,  através da arte e poesia. 

Amanda Souza Lima

A trancista, Amanda Souza,  tem 26 anos e mora na Divisa Lagartixa, em Costa Barros. Mãe de três filhos, cursa design de sobrancelha no QG da Cidadania e quer criar um projeto voltado para crianças e adolescentes, visando gerar oportunidade, afeto e a valorização da sua comunidade.

Ana Caroline Furtado de Oliveira

Nascida e criada em Santa Cruz, Ana Caroline tem 19 anos e é amante de todas as linguagens artísticas. Formada como professora de educação infantil e, atualmente, fazendo curso técnico em hospedagem, a jovem tem como sonho a publicação de um livro e pretende fazer uma ação  social que promova a valorização e democratização da leitura para crianças.

Ana Gabriele Furtado de Oliveira

O objetivo da pró-ativa e empática, Ana Gabriele, de 17 anos, é  mudar a vida das pessoas através do cuidado ao meio ambiente. Moradora do Conjunto João XXIII, em Santa Cruz, participa de seu primeiro ciclo da Agência e pretende produzir projetos de sustentabilidade e conscientização ambiental no seu território. 

Anderson Oli

Anderson Oli, tem 27 anos e nasceu em João Pessoa – Paraíba. Morador do Complexo da Maré há 10 anos, iniciou sua trajetória no meio artístico através de projetos sociais, como o Teatro do Oprimido. Atualmente, estuda Letras e Literaturas na UFRJ e Artes Dramáticas na Escola Sesc.

Beatriz Cristina

Beatriz Cristina mora na Pedreira, Zona Norte do Rio, e tem 21 anos. Trabalhou duas vezes como jovem aprendiz e atualmente estuda por conta própria para passar no Enem – seu sonho é ser médica para ajudar a salvar vidas. No ciclo passado da Agência, Beatriz foi uma das executoras da ação Do Beco – que se tornou  um projeto de democratização do grafite na Pavuna.

Breno Araújo 

Breno Araújo tem 26 anos e mora no bairro de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Concluiu o curso de licenciatura em Artes Visuais pela UERJ, faz parte do grupo de pesquisa do CNPq Estudos Culturais em Educação, Arte e Saúde do Instituto de Artes da UERJ e é fundador da Adianto de Vida Produções, uma produtora incipiente ainda sem projetos executados. 

Bruno Martins de Sousa

Bruno Martins tem 27 anos, é paraibano e foi criado em Manguinhos. Estudante de Geografia prestes a se formar pela UERJ, dá aula em um colégio privado e em pré-vestibulares sociais pelo Rio de Janeiro. O estudante pretende retribuir e compartilhar o conhecimento adquirido com os outros crias da favela,  que não tiveram as mesmas oportunidades que ele.

Cesar Monteiro Feliciano Junior

Cesar Monteiro tem 22 anos e é morador de Santíssimo, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Percebendo os percalços que os moradores passam para ter acesso a saúde,  o jovem pretende criar um projeto que ajude no aumento da qualidade do serviço ofertado  no bairro.  Cesar quer colaborar de forma positiva para o seu território, ao mesmo tempo que busca seu desenvolvimento pessoal e profissional. 

Erick do Nascimento Barcellos

O artista Erick Barcellos é cria de Senador Camará e tem 18 anos. Conhecido como ToGh’t e por ser associado a marca Koepelucia, o jovem é pintor, poeta, cantor e produtor de videoclipes.  No bairro onde mora, ToGh’t atua como  barbeiro, trancista e dreadmaker. Na Agência, pretende crescer como profissional e criar ações voltadas ao desenvolvimento da autoestima dos moradores do seu território.

Fernanda Cristina Silva de Almeida do Nascimento 

Fernanda Cristina nasceu no centro do Rio de Janeiro. Quando pequena, mudou-se com sua mãe para Vila Paciência, mais conhecida como Favela do Aço, situada na Zona Oeste da Cidade. A jovem de 18 anos, tem o sonho de se tornar veterinária e ajudar os animais abandonados de sua comunidade. Fernanda pretende se desenvolver no ciclo da Agência para ajudar na democratização do ensino da arte, no bairro onde mora. 

Fernanda Rodrigues Lopes de Sant’Ana

Fernanda Rodrigues tem 22 anos, cursa pedagogia na UNIRIO e mora no Complexo da Maré.  Tendo sido criada na Praça da Bandeira e vivido sua adolescência em Benfica, começou a trabalhar no comércio aos 17 anos. Com a ajuda da metodologia da Agência, a jovem pretende revitalizar uma ciclovia onde mora e criar projetos voltados para a cultura e juventude na Maré.

Gabriel de Carvalho Velloso

Gabriel de Carvalho tem 17 anos e mora na Avenida João XXIII, em Santa Cruz. Tendo como sonho se tornar um atleta profissional de futebol, o jovem fez parte de projetos sociais de esportes na sua comunidade e deseja restaurar um campo abandonado no território onde circula.

Gabriel Viana – NpCriA

O MC e produtor cultural, NpCriA, tem 20 anos e mora em Guadalupe, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Participando do segundo ciclo da Agência, o artista, que também é ex-atleta de Muay Thai, pretende realizar o projeto social “luvas pela paz” – que tem como objetivo ensinar a luta marcial que pratica  a outros jovens da comunidade onde mora e mostrar o valor de se fazer uma arte milenar.

Gabryel Pedrosa dos Santos

Gabryel Pedrosa tem 16 anos e mora na favela do Rollas, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O jovem que participa do seu primeiro ciclo pela Agência, pretende desenvolver projetos e tecnologias para ajudar na situação socioeconômica e alimentar dos jovens da sua comunidade.

Gaio Araújo 

Gaio Araújo tem 22 anos e é mobilizador social, produtor cultural e estudante de engenharia de alimentos. Atualmente morando em Honório Gurgel, o jovem é co-criador do Coletivo Criação e tem como foco unir os conhecimentos adquiridos com todas as experiências e compartilhar com seu território, através de ações que promovam arte, cultura e educação.

Glaucio Henrique Evangelista de Freitas

Glaucio Henrique tem 22 anos, é estudante de Relações Internacionais na PUC-Rio e atua na região da Zona Oeste desde 2016. Atualmente, faz parte de uma ONG sócio ambiental como voluntário e já atuou em outros ciclos da Agência. O jovem representou a juventude periférica do Rio de Janeiro  no Fórum da Juventude da América Latina e Caribe – Agenda 2030 – e participa desse novo ciclo para edificar ainda mais sua vida profissional e pessoal. 

Gustavo Rodrigues do Prado Rocha

Gustavo Rodrigues tem 21 anos, é graduado em Gastronomia e  recém morador do Complexo do Lins. Participando do seu primeiro ciclo pela Agência,  pretende desenvolver projetos que estão voltados para arte, educação e empreendedorismo. 

Izabel Cristina Menezes Alves Santos

Bel Menezes tem 26 anos, estuda geografia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e mora na comunidade do Fumacê,  na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Nascida e criada no Complexo da João XXIII, em Santa Cruz, a jovem tem o sonho de instalar uma biblioteca no local, que funcionará como uma “sala cultural” – onde a população acessará além do acervo, oficinas de incentivo a leitura, esquetes teatrais e atividades relacionadas principalmente a educação ambiental.

João Pedro Rodrigues Alves 

João Pedro tem 17 anos e mora em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O jovem que participa pela segunda vez da Agência, foi criado na Ilha do Governador e sonha em ser militar. Com a ajuda da metodologia, João pretende desenvolver ações voltadas à assistência psicológica dos moradores da sua região.  

Juliana Basílio dos Santos

Juliana Basílio, tem 20 anos, faz faculdade de Recursos Humanos e é jovem aprendiz na Coca-Cola Andina. A jovem que foi criada na Vila Kennedy, é uma das coordenadoras do Projeto Saaf e pretende ajudar os jovens e adolescentes da sua comunidade que estão em busca de uma primeira oportunidade,  a se inserirem no mercado de trabalho.

Julia Gomes da Silva Mendes

 

A estudante do ensino médio, Júlia Mendes, tem 16 anos e é moradora de Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A jovem está entrando no seu primeiro Ciclo da Agência de Redes para a Juventude e, desde mais nova, esteve envolvida com projetos de dança e cultura. 

Karla Cristina Duarte dos Anjos

Karla Cristina tem 21 anos e mora na comunidade Joaquim Méier, na Zona Norte do Rio.  A jovem participou do ciclo anterior da Agência e, com toda a experiência adquirida, pretende desenvolver projetos voltados para  atuar na área da beleza e se tornar uma empreendedora social. 

Kemilly Lucas dos Santos 

Kemilly Lucas é moradora de Sepetiba, tem 16 anos e participa de seu primeiro ciclo na Agência de Redes para a Juventude.  Com a ajuda da metodologia, a jovem pretende criar um projeto que ajude no fortalecimento da autoestima de jovens negros da região onde mora.

Lucas silva dos Santos 

O produtor e músico, Lucas Silva – mais conhecido como Lukão ou Maestro – tem 25 anos e mora na comunidade da Serrinha, em Madureira, Zona Norte do Rio de Janeiro. O jovem está no ramo da música desde os 14 anos, fez parte do grupo “Nós Herdeiros da Serrinha”, tem um estúdio musical dentro da sua casa e pretende montar um centro cultural que possibilite o desenvolvimento de artistas e produtores da sua favela. 

Luiz Felipe Pereira Dos Santos Silva

Luiz Felipe tem 16 anos e é cria de Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio. Observando as necessidades da sua comunidade, a partir dos aprendizados  do programa, o jovem pretende desenvolver dois projetos: um voltado para o combate à fome e o outro a reabilitação de um logradouro importante para o bairro onde circula. 

Luiz Felipe Reis Monteiro Cerqueira 

Luiz Felipe Reis tem 15 anos e mora na Avenida João XXIII, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O jovem tem o sonho de participar das forças armadas, mais especificamente da Marinha, e participa pela primeira vez do Ciclo da Agência.

Maria Eduarda de Moraes Prates

Maddu Prates tem 16 anos, é moradora do Batan e está no primeiro ano do ensino médio. A jovem participou do ciclo de 2020 da Agência de Redes para  Juventude  e ajudou na criação de uma ação de hip-hop no bairro da Pavuna. Neste ciclo, Maddu pretende desenvolver um projeto de educação política para  jovens e adolescentes.

Maria Eduarda dos Santos Meira Miguel 

Maria Eduarda Miguel tem 16 anos e mora em Costa Barros, na Zona Norte do Rio de Janeiro. A Jovem  está cursando o Ensino Médio, fez parte do ciclo de implantação da ação “Direito não é favor”, tem o sonho de ser atriz e comprar uma casa para a mãe. 

Mariana dos Santos Moraes 

A trancista Mariana dos Santos, tem 21 anos e mora em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Durante a pandemia, a jovem abriu uma empresa chamada de Conexão Raízes, onde valoriza a beleza da mulher e do homem negro através da arte das tranças e de suas raízes. Mariana tem como sonho ser referência para jovens da sua geração, incentivando o conhecimento da Cultura Afro-brasileira e levando o conhecimento de arte e cultura contemporânea para todos. 

Mariana Mathildes Silva Bento

Mariana Bento é cria da Pavuna, mulher preta e tem 23 anos. A jovem trabalha como trancista e, observando a crise sanitária do Covid-19 e o desemprego alarmante que assola a cidade,  passou a sentir a necessidade de fazer algo pelo seu território e pretende usar das habilidades adquiridas para promover uma oficina que ensina a prática da profissão, respeitando toda bagagem histórica que as tranças representam para a cultura Afro brasileira. 

Matteus Alario Duarte

Matteus Alario tem 26 anos e mora em Sepetiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Participando do primeiro ciclo pela Agência, o jovem é estudante de letras e  realizou  ações culturais na Zona Oeste e na Baixada Fluminense. Neste ciclo, Matteus  pretende transformar sua região através do afeto e da cultura.

Moreno Trindade Nascimento

O artista Moreno Trindade tem 19 anos,  é conhecido como Black, trabalha como barbeiro e é cria da Zona Norte do Rio de Janeiro. O jovem participa do seu primeiro ciclo da Agência e está querendo conquistar autonomia, viver pela arte e promover mais visibilidade para a favela onde mora. 

Nathan Lucas Oliveira Pereira

Nathan Pereira tem 20 anos, mora na comunidade do Cesarão, na Zona Oeste do Rio de Janeiro,  é eletricista e cursa Engenharia Elétrica na UFRJ. O jovem é ligado à área de projetos, tecnologias e inovações, e a partir dessas temáticas, pretende desenvolver ideias que  possam  ajudar a sua família,  comunidade e aqueles que mais precisam. 

Nicole Cristinne dos Santos Neves

Nicole Cristinne tem 23 anos e mora na Pavuna, Zona Norte do Rio. A jovem é estudante de Pedagogia da UERJ e estagia numa escola de Arte-Educação, na Gávea. Com a ajuda da metodologia, Nicole pretende implantar um projeto que consiga melhorar o dia a dia  das crianças do seu território e levar atividades artísticas, ludicidade, papo reto e, principalmente, sensibilidade à elas.

Nicole Musa Santos

Nicole Santos, tem 23 anos e mora na comunidade do Tirol, na Zona Oeste do Rio. A jovem participa como voluntária na parte de pedagogia do CDD Skate Arte e pretende desenvolver seu território a partir de projetos sociais e culturais. 

Pâmella Gabriel dos Santos 

Pâmella Santos tem 23 anos e mora na  favela da Quitanda, na Zona Norte do Rio.  A jovem  é co-criadora do projeto Movimentando a Voz,  militante, líder e dedicada ao seu território de origem. Neste ciclo da Agência, Pâmella pretende aprender mais sobre a metodologia e criar ações de saúde, educação e alimentação. 

Pedro Lucas Ferreira Garcia

Pedro Garcia tem 20 anos e mora na Pavuna, Zona Norte do Rio de Janeiro. O jovem entra na Agência acreditando que a metodologia  possa acrescentar na sua vida profissional e pessoal, e projeta criar ações  para facilitar o acesso à cultura, estudo e emprego.

Pérola Canuto.

Pérola Canuto tem 23 anos, é comediante, estudante de Museologia e apaixonada por escrever. Moradora da Zona Oeste e voluntária no Grupo Esperançar, a comediante tem como objetivo evoluir como artista e conseguir levar mais atrações artísticas e projetos sócio-culturais para o bairro onde mora.

Raphael Albuquerque de Oliveira

Raphael Albuquerque tem 23 anos e mora no Complexo  do Chapadão. O jovem é estudante do curso de Pintura na Escola de Belas Artes da UFRJ e inicia sua produção bem cedo, enquanto autodidata, com foco no naturalismo. Mais tarde, tendo conhecimento sobre história da arte e havendo o amadurecimento das suas produções, trabalha livremente através da pintura, desenho e direção criativa. Suas obras têm como foco a exploração de tensões sociais. Aborda em seus trabalhos resistência, tráfico, genocídio negro, corrupção, violência e racismo histórico.

Raulf Henrique Gomes Jatobá

Jatobá  tem 18 anos, mora em Rocha Miranda, é artista,  poeta marginal, rapper, vendedor ambulante, produtor cultural e ativista social. O jovem é Idealizador do projeto social Sementes de Afeto, do Slam Mente Ativa Temático e do Slam Orgasmo. Além das produções e criações, é integrante dos coletivos artísticos Atako-RJ e AlterAção.

Rayane Marques da Silva Gomes

Rayane Marques tem 21 anos, é moradora da Favela do aço, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e estudante de licenciatura em história da Puc-rio. A jovem atua como coordenadora do projeto Levante aço, é bolsista CAPES no PIBID e estagiária pedagógica em um colégio privado. Neste ciclo, Rayane  pretende promover, entre tantas coisas, o acesso e incentivo a produção cultural e educação

Rayanna Silva Basílio

Rayanna Basílio tem 16 anos, mora no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e tem como sonho ajudar as pessoas que passam por algum tipo de dificuldade. Neste primeiro ciclo pela Agência, a jovem  pretende fazer rodas de conversas voltadas ao desenvolvimento da autoestima de pessoas pretas e combate ao racismo. 

Rodrigo Silva dos Santos

Rodrigo Santos tem 18 anos, mora na favela do Rollas, em Santa Cruz, é cristão, está terminando o ensino médio/técnico em informática e cursando tecnologia e inglês.  O jovem  tem como sonho construir uma família e ter uma vida estabilizada, tanto na área financeira, como na emocional e mental.

Ruth de Oliveira dos Santos

Ruth Santos tem 18 anos e mora na favela do Rollas, em Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A jovem, que tem como sonho se tornar uma bombeira e ajudar as pessoas, esteve no ciclo Geração que Move do programa e mostra que aprendeu a se desafiar. Atualmente, Ruth pensa em criar uma ação que possa dar suporte psicológico e material para os jovens da sua comunidade. 

Searon de Moraes Cabral

Searon Cabral tem 21 anos, é professor formado no ensino médio normal pelo Instituto De Educação Sarah Kubitschek, estudante de Pedagogia na faculdade Cesgranrio e coordena as ações voluntárias do Grupo Esperançar, nas comunidades de Santa Margarida. O jovem pretende revitalizar a associação de moradores da comunidade onde mora e utilizá-la para oferecer projetos educacionais, como cursos e reforços escolares. 

Tainara Santos Rodrigues

Tainara Santos  tem 21 anos e mora na favela da Pedreira, na Pavuna, Zona Norte do Rio. A jovem é uma articuladora social, participou da ação “Direito não é favor” e pretende se desenvolver intelectualmente para levar mais informações para os adolescentes da comunidade onde mora.

Thamires Theodoro Ferreira da Silva 

Thamires Theodoro tem 17 anos, mora na comunidade do Para Pedro, no bairro Colégio, e  passa pelo primeiro ciclo da Agência de Redes para a Juventude. Com a metodologia, Thamiris pretende se desenvolver de forma profissional e pessoal, para criar um espaço de acolhida para crianças e jovens  da comunidade se desenvolverem. 

Yasmin Bueno Carvalho

Yasmin Bueno tem 17 anos, mora na favela da Pedreira, na Zona Norte do Rio, e fez parte do projeto social Recriando Raízes. A jovem sempre teve o sonho de ser uma jogadora profissional de futebol, utilizando da metodologia da Agência, ela  pretende criar um projeto que ajude meninas e meninos a realizar o mesmo sonho que ela, de ser uma atleta profissional.  

A Agência de Redes para Juventude atua na cidade há 10 anos e, neste ciclo,  conta com o patrocínio do Governo Federal por meio do Ministério do Turismo e da Secretaria Especial de Cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *