Chuva de ideias em Santa Cruz

Centro de Inventários
28 de Maio de 2014
Sábado de Busca de Redes na Rocinha
3 de junho de 2014
Exibir Tudo

Chuva de ideias em Santa Cruz

No primeiro sábado do novo núcleo da Agência de Redes para Juventude em Santa Cruz, fazia frio e chovia fino. Mesmo com esse ótimo convite para ficar na cama até mais tarde, alguns jovens começaram a chegar junto com a equipe para encontro marcado às 9h.

O universitário Yago Mariano levou seus óculos como exemplo de inventário

O dispositivo do dia foi o inventário e os jovens logo pensaram ser algum tipo de inventor de coisas. Porém, rapidamente descobriram que

os inventários seriam criados por eles mesmos a partir de suas ideias. Para começar, os jovens conheceram o trabalho de alguns artistas:

Macotela, de quem não gostaram muito, com seus trabalhos com unhas e cabelos de presidiários; Arthur Bispo do Rosário, cuja história de vida os envolveu; e Alexandre Hryhorczuk, mediador da equipe e palhaço, trouxe seu inventário de tipos de pessoas que dormem no ônibus – que gerou muita risada na galera.

Passada a surpresa de ter um palhaço na equipe os jovens colocaram a mão na massa. Ranolfo Ferreira, de 17 anos, quer montar um espaço para cuidar de crianças no Cesarão e adicionou nomes de antigos funcionários de uma creche que frequentou quando era pequeno, mas que hoje está fechada. Já Hugo Pedro e Diego Menezes, de 21 anos, querem fazer um campo de futebol no Veridiana e perguntaram: “Nessa Agência o pessoal não joga futebol não?”. “Se não tem, vocês podem organizar”, respondeu Marcelle Bezerra, universitária da equipe. A proposta foi bem recebida e as meninas pediram jogo feminino também.

Hugo e Diego querem criar um campo de futebol em Santa Viridiana.

Durante a tarefa os jovens foram percebendo que suas ideias podem ganhar vida fora do papel e que no território tem muita gente que pode ajudá-los. Na vida ou no

trabalho dessas pessoas suas ideias já existem um pouquinho, seja no Veridiana, no Cesarão ou no Rolas. A missão dos novos bolsistas agora é falar com essas pessoas. No próximo sábado cada uma delas vai receber uma visita e ver que pode ajudar numa ideia que vai impactar seu bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *