Agência recebe maior prêmio das artes performativas do Reino Unido

Segundo dia de Orkutizando a Rio+20
28 de junho de 2012
6 x Agência
16 de agosto de 2012

A metodologia da Agência de Redes para Juventude foi premiada e escolhida pela Fundação Calouste Gulbenkian para ser implantada em Londres e Manchester, na Inglaterra, em parceria com People’s Palace Project (PPP), Battersea Art Centre (BAC) e Contact Theatre.

O Festival de Ideias de Jovens para Jovens inspirado na Agência de Redes para Juventude é o vencedor do maior prêmio para as artes performativas do Reino Unido e vai receber 175 mil libras, concedido através do UK Branch, a delegação da Fundação Gulbenkian em Londres. O prêmio estimula e envolve profissionais de referência e jovens de comunidades populares locais.

Em seu site, a Fundação Calouste Gulbenkian declara que o projeto vencedor “constitui um estímulo à criatividade dos jovens e à sua capacidade para encontrar novas respostas num mundo em profunda mudança”. Um sincero reconhecimento ao trabalho da Agência de Redes para Juventude que através de sua metodologia ajudou a transformar ideias de jovens da periferia em projetos de intervenção nos territórios com Unidades de Polícia Pacificadora (UPP).

A potência de um festival de ideias da juventude representa para a Fundação Calouste Gulbenkian “um catalisador de respostas positivas para o futuro”. Esta é a razão apontada para a escolha do Festival entre os seis finalistas de um grupo de 46 propostas inscritas no concurso.

Nos próximos dias, abriremos as inscrições para o novo ano de nosso percurso metodológico. É um prazer anunciar que teremos núcleos nas comunidades do Batan, Borel, Cantagalo, Cidade de Deus, Providência e chegaremos àquela que é considerada a maior favela da América Latina, a Rocinha. Nesta nova etapa, jovens de todos os territórios com UPP implementada ou em processo de implementação poderão se inscrever na Agência para participar de um núcleo sediado no Centro de Artes Calouste Gulbenkian, no centro da cidade.

A Agência de Redes para Juventude agradece a todos que acreditam na invenção de um novo modelo de intervenção que pensa e recombina território, sujeito e ação cultural.

Inventando outra cidade!

1 Comentário

  1. […] Pra quem não sabe, é de uma de suas falas que tiramos a inspiração pro título do nosso blog: a favela não é carente, é potente. O autor do livro “Guia afetivo da periferia” cresceu em Santa Cruz (RJ), bairro em que nasceu nosso editor Vinicius Dias, e nós quase tivemos uma síncope de tanta emoção por ver outra pessoa de lá desenvolvendo um trabalho de tamanha excelência, premiado, inclusive, no exterior. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *