Ação do Boca de Lixeira no PPG

Começou o verão Agência 2013!
24 de Janeiro de 2013
A Bússola
30 de Janeiro de 2013
Exibir Tudo

Ação do Boca de Lixeira no PPG

Joyce Pires e Daiane Porto do projeto Boca de Lixeira acordaram bem cedo neste sábado (26/01), para realizar a pesquisa e a mobilização no Cantagalo – Pavão/Pavãozinho. O Boca de lixeira é um dos projetos do aprofundamento da Agência de Redes para Juventude voltado para a conscientização ambiental dos moradores da comunidade onde atua. A ideia do projeto surgiu a partir da identificação de um problema antigo: o excesso de lixo sem destino adequado na região.

Daiane Porto e Joyce Pires conversam com os moradores da Travessa Custódio Mesquita

A travessa Custódio Mesquita, no Cantagalo, foi escolhida para receber a intervenção do projeto, que alerta os moradores sobre a importância do descarte adequado do lixo. Daiane e Joyce instalarão Ecopontos para a coleta seletiva próximos às casas da travessa, que hoje depositam seu lixo na Rua da Estrada.

O projeto também propõe o reaproveitamento de alimentos e materiais para as oficinas de culinária e artesanato do Reciclart e do Favela Orgânica, também desenvolvidos na Agência. O Boca de Lixeira vai interferir na parte estética da travesa, além de distribuir lixeiras para separação do lixo orgânico e do lixo seco, as paredes das casas ganharão novas cores. Daiane já fala em uma possível parceria com uma marca de tintas para realizar esta ação.

Lúcia Antônia, moradora do cantagalo há 21 anos, gostou da ideia. “Certamente nos ajudará na manuntenção do ambiente e assim conscientizar os demais moradores da rua”, diz . “Vai nos dar praticidade para separar o lixo”, comenta Rose Napoleão, moradora do cantagalo há 40 anos.

Boca de Lixeira Mobiliza !

Selma Maria mora na travessa há 54 anos e acredita que a proposta vai melhorar a qualidade de vida da região. “É um incentivo à prevenção de doenças oriundas do lixo, como leptospirose e a dengue”, opina.

O questionário trazia questões para apontar o local onde os moradores descartam seu lixo e se existe o interesse em oficinas de artesanato, entre outras. Através das sistematização das respostas, Daiane e Joyce podem desenvolver mais estratégias para mobilizar e impactar de forma efetiva essa região. A universitária Josie Silva e a tutora Thalita Vaz auxiliam o grupo na construção de estratégias e na produção das ações no território.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *